top of page

Foco: Qual Sua Real Importância Para O Sucesso?


Alguma vez você já começou um projeto com todo o gás e daqui a pouco foi parando e, por fim, nem lembrava mais do que tinha começado? Isto acontece porque, embora a pessoa tenha iniciativa para começar uma atividade e/ou projeto, ela sofre de algo que as Escrituras Sagradas chama de “ânimo dobre” (Tiago 1.5-8), que significa uma pessoa que não é firme, que esmorece e que é inconstante em suas decisões. E sabe o qual o problema em ser assim? Este é um dos principais motivos do insucesso!!


A pessoa inconstante não consegue concluir as coisas, nem ter motivação para conquistar o que deseja, pois ela troca de meta e se perde no caminho.


O que fazer, então, contra esse sentimento tão maléfico? Hoje irei falar de um dos principais antídotos contra esta situação, e que é essencial para alcançarmos, efetivamente, o sucesso: chama-se foco! Mas, afinal, o que é ter foco? “Algumas pessoas acham que foco significa dizer sim para a coisa em que você irá se focar. Mas não é nada disso. Significa dizer não às centenas de outras boas ideias que existem. Você precisa selecionar cuidadosamente” –  Steve Jobs Começo com esta frase do Jobs pois ela desconstrói o senso comum sobre foco. A maioria acredita que foco é simplesmente pensar unicamente em uma única coisa, o que é algo impossível, pois todos os humanos lidam com múltiplas coisas ao mesmo tempo. A gente lida com emoções pessoais, com trabalho, com família, com relacionamentos diversos – de amigos a relacionamentos amorosos -, e tudo nos exige uma certa parcela de atenção, e foco. O segredo, então, está em saber dizer não, selecionando o que realmente for prioritário, e organizando o tempo para que as tarefas não aconteçam de forma atropelada, sugando nossa energia e criatividade, também essenciais para termos sucesso.

A gente sabe que o mundo está cheio de distrações, e a gente parece viver em “piloto automático”, sem prestar a devida atenção as coisas que realmente são importantes em nossas vidas, enquanto perdemos tempo com um monte de afazeres desnecessários. O excesso de informações no nosso dia a dia nos leva a Síndrome do Pensamento Acelerado (PSA), que afeta nossa qualidade de vida, como um todo. Isto porque a mente ocupada demais torna-se presa fácil para a ansiedade, causando estresse, impaciência, irritabilidade, dores de cabeça, problemas estomacais, entre outros.

Sem usar a inteligência emocional devidamente, a pessoa não consegue discernir bem as coisas, e executa as ações de forma automática, sem definir o que é realmente prioridade, ou não. Ou seja, a pessoa não consegue ter foco em nada, e a produtividade fica totalmente afetada.

É o caso de pessoas que vivem cheias de tarefas, trabalham exaustivamente, mas não conseguem sair do lugar. Vivem patinando na vida e bem distante do sucesso almejado. Bastante atarefadas e no “corre corre”, mas sem resultados efetivos, pois se perdem em relação as metas e as prioridades.

Existem também aquelas que adotam o estilo “deixa a vida me levar, vida leva eu”, que apenas vão tocando a vida, sem muitas expectativas, sem muitas cobranças, e com resultados equivalentes. E, quem sabe um dia, cheguem a algum lugar. Para quem não sabe onde chegar, qualquer lugar serve. O mesmo vale para os resultados, certo?

Bem, se você quer ter sucesso, então é preciso dá um basta e saber o que você quer de sua vida e estabelecer prioridades. Também é preciso saber dizer não as demais coisas que sempre vão chegando (além das distrações!), ou você correrá o risco de querer acertar em todos os alvos, e não acertar nenhum.  E isto vale em todas as áreas de sua vida! Desmistificando e Vencendo as distrações

Existem dois tipos de distração e é importante discernir entre elas.


Distração sensorial